Início » Polícia » Família espera mais de 4 horas para corpo de homem morto em calçada ser recolhido
01/07/2015 - 07:58

Família espera mais de 4 horas para corpo de homem morto em calçada ser recolhido

O morador de rua Valter Kleber da Silva, 41 anos, morreu de causas naturais em uma calçada da Avenida Odilon Araújo, no bairro Piçarra, zona Sul de Teresina. Cerca de quatro horas depois de sua morte, nesta terça-feira (30), o corpo continuava esperando para ser recolhido até a postagem dessa matéria. Uma irmã de Valter Silva teve conhecimento da morte do familiar, foi até o local e acendeu uma vela enquanto aguarda o corpo do irmão ser recolhido. "A gente já foi no IML, compramos o caixão e até agora nada", lamentou a aposentada Maria Klelia da Silva. Sobre a…

Análise Visão Geral

Avaliação do Usuário: Seja o primeiro!
0

O morador de rua Valter Kleber da Silva, 41 anos, morreu de causas naturais em uma calçada da Avenida Odilon Araújo, no bairro Piçarra, zona Sul de Teresina. Cerca de quatro horas depois de sua morte, nesta terça-feira (30), o corpo continuava esperando para ser recolhido até a postagem dessa matéria.

Uma irmã de Valter Silva teve conhecimento da morte do familiar, foi até o local e acendeu uma vela enquanto aguarda o corpo do irmão ser recolhido. “A gente já foi no IML, compramos o caixão e até agora nada”, lamentou a aposentada Maria Klelia da Silva.

Sobre a possível causa da morte, a irmã acredita que tenha algo a ver com as altas quantidades de bebida alcoólica que Valter Silva ingeria. “Ele bebia muito. Me disseram que ele falou que estava passando mal e que deitou para dormir e acabou morrendo”, conta.

Segundo Maria da Silva, o irmão era funcionário público e largou o trabalho para viver na rua. “Ele viva assim porque queria. Lá em casa tinha tudo para ele, mas ele não tinha força de vontade para deixar essa vida”, desabafou a irmã.

Amigos de Valter da Silva que estavam no local relataram que ele estava passando mal desde cedo da manhã de hoje e que ainda assim pediu bebida para alguns amigos.

Como Valter faleceu de causas naturais, a ambulância do Samu que foi ao local, mas não fez o transporte do corpo. O Instituto Médico Legal é acionado para casos de morte violenta. O transporte nesse caso deve ser feito pelo Serviço de Verificação de Óbitos do Hospital Getúlio Vargas. O Cidadeverde.com entrou em contato com o HGV e foi informado de que o carro que realiza o recolhimento de corpos só fica no hospital até às 17h.

Fonte: cidadeverde.com

Facebook Comments
O morador de rua Valter Kleber da Silva, 41 anos, morreu de causas naturais em uma calçada da Avenida Odilon Araújo, no bairro Piçarra, zona Sul de Teresina. Cerca de quatro horas depois de sua morte, nesta terça-feira (30), o corpo continuava esperando para ser recolhido até a postagem dessa matéria. Uma irmã de Valter Silva teve conhecimento da morte do familiar, foi até o local e acendeu uma vela enquanto aguarda o corpo do irmão ser recolhido. "A gente já foi no IML, compramos o caixão e até agora nada", lamentou a aposentada Maria Klelia da Silva. Sobre a…

Análise Visão Geral

Avaliação do Usuário: Seja o primeiro!
0

Sobre 360grauspi